Crie um planejamento estratégico com mais qualidade para a sua função

Transforme sua estratégia em ação com estas ferramentas e modelos.

Simplifique o planejamento estratégico para sua função

Baixe modelos de planejamento estratégico

Crie um planejamento estratégico que você pode realmente usar.

Ao clicar no botão "Continuar", você concorda com os Termos de Uso Gartner e a Política de Privacidade.

Informação de contato

Todos os campos são obrigatórios

  • Etapa 2 de 3

    Ao clicar no botão "Continuar", você concorda com os Termos de Uso Gartner e a Política de Privacidade.

    Company Information

    Todos os campos são obrigatórios

    Type company and location
    Optional Optional
  • Etapa 3 de 3

    Ao clicar no botão "Enviar", você concorda com os Termos de Uso Gartner e a Política de Privacidade.

    Planejamentos estratégicos costumam ser criados e depois esquecidos, até que o ciclo de planejamento seguinte comece.

    Esse é mais um motivo para a execução estratégica demorar tanto e custar mais do que o previsto originalmente. Na verdade, apenas 8% dos líderes estratégicos relatam um índice de sucesso de 90% ou mais nas iniciativas estratégicas de longo prazo.

    Quando bem feito, um planejamento estratégico transforma a estratégia empresarial em iniciativas e ações específicas que oferecem uma diretriz clara para executar a estratégia e alcançar as metas de negócios.

    Ao usar modelos e ferramentas simples, os líderes funcionais podem mapear e comunicar suas prioridades em poucas páginas e facilitar para que todos entendam por que e como executar o plano.

    Três coisas que devemos saber sobre estratégia ao fazer o planejamento estratégico

    Um elo claro entre estratégia e planos estratégicos

    É fácil confundir a essência da estratégia com um planejamento estratégico mais detalhado, especialmente quando as condições estão mudando rapidamente e o horizonte para a mudança é curto. Contudo, o principal trabalho é saber a diferença e por que isso é importante.

    • Estratégia define a direção de longo prazo da empresa, articulando o que ela fará para competir e ter sucesso nos mercados escolhidos ou, no setor público, o que a agência fará para cumprir sua missão.
    • Planos estratégicos definem como a empresa realizará suas ambições de longo prazo. Planos estratégicos funcionais definem a diretriz de iniciativas e o portfólio de investimentos necessários para alcançar tais objetivos estratégicos. Neles, líderes funcionais documentam as escolhas e as ações necessárias para a função contribuir com as metas e o modelo de negócios empresariais.
    • Planos operacionais lidam com a execução de projetos específicos e alterações, bem como quaisquer tarefas operacionais não presentes no planejamento estratégico.

    Se você é responsável por uma estratégia funcional, isso significa criar estruturas estratégicas focadas apenas no que é material. Concentre-se em suposições essenciais, métricas relevantes e nas principais iniciativas de que sua função precisa para contribuir eficientemente para as metas organizacionais, mesmo à medida que elas mudam.

    Uma forma de investigar as principais tendências e interrupções

    É fundamental investigar e responder às tendências e interrupções que poderiam impactar sua estratégia e planos estratégicos e para as quais você precisa de suposições estratégicas funcionais. 

    Ignorar ou desvalorizar essas áreas de interrupção, agora ou no longo prazo, pode deixar falhas essenciais em seu processo de planejamento estratégico porque você ignora ameaças e oportunidades para sua proposta de valor e posicionamento competitivo.

    Uma pesquisa recente do Gartner constatou que apenas 38% das organizações têm um processo formal para esse tipo de identificação de novas tendências. O Gartner investiga as sete áreas principais de mudança perturbadora como uma “tapeçaria” de tendências, para reforçar a natureza interconectada das áreas de tendência escritas na forma de um acrônimo (TPESTRE). 

    Executivos em diferentes funções e equipes podem usar o conceito TPESTRE para identificar as principais tendências – como experiência humana aumentada, organizações orientadas a propósitos e sustentabilidade ativada digitalmente –, analisar seu impacto e elaborar suposições estratégicas à medida que começam a mapear quais ações seriam necessárias com relação aos modelos de negócios, pessoas/recursos e sistemas de TI.

    Abordagem adaptativa à estratégia

    Quanto mais rápida a taxa de mudança em condições operacionais e quanto mais interrupções você precisar para integrar à estratégia de longo prazo, mais adaptativos seus modelos de estratégia precisam ser.

    Uma abordagem de estratégia adaptativa é o que garante que a sua organização pode identificar novas oportunidades mais cedo e responder mais rapidamente do que seus concorrentes, aumentando a sua probabilidade de ter sucesso em um mundo digital dinâmico.

    Uma abordagem com uma estratégia realmente adaptativa é coerente com as quatros práticas principais desenvolvidas para levar a empresa de um processo rígido baseado em cronograma e controlado pela gerência para uma abordagem com uma estratégia mais adaptativa, orientada a eventos. A estratégia funcional pode integrar os mesmos princípios.

    Baixe o modelo de planejamento estratégico específico da sua função
    Perguntas comuns sobre planejamento estratégico

    Uma “estratégia” cria um entendimento comum do que a empresa deseja alcançar e o que ela precisa fazer para atingir esse objetivo. Planos estratégicos fecham a lacuna entre a direção geral e os projetos específicos e ações cotidianas que, no fim, executam a estratégia.

    O planejamento estratégico começa com a definição da estratégia no nível empresarial, mas tal estratégia deve ser transformada em ações. Os três níveis do planejamento estratégico normalmente são empresarial versus unidade de negócios e funcional. Os quatro tipos de planos normalmente são estratégico, operacional, tático e de contingência.

    Um planejamento estratégico eficaz ajuda os líderes a melhorar o foco e a resposta de atividades de planejamento fundamentais para alcançar sua estratégia de longo prazo. Líderes responsáveis pela estratégia funcional podem usar estruturas estratégicas para concentrar suas equipes no que é mais relevante. 

    Para criar um planejamento estratégico de sucesso com um processo sequencial e consistente, os líderes funcionais devem:

    1. garantir o uso consistente de termos para minimizar a confusão no planejamento estratégico e definir um padrão para colaboração.
    2. criar uma base sólida para planejamento mais detalhado, definindo ou testando sob pressão primeiro a declaração de metas, visão e missão.
    3. otimizar a contribuição de partes interessadas, limitando a definição de metas, visão e missão à liderança sênior e deixando o desenvolvimento de métricas, medidas, plano de ação e objetivos para gestores com experiência em execução.

    Os principais elementos de um planejamento estratégico de sucesso incluem:

    • Missão e visão. A missão da organização articula seus motivos para existir e a visão estabelece onde a organização espera estar. O planejamento estratégico, que une os dois conceitos, precisa ser adaptativo o suficiente para responder se o contexto mudar durante a execução.
    • Suposições estratégicas. Para criar um planejamento estratégico de sucesso, a liderança deve investigar tendências e interrupções e avaliar o possível impacto sobre as metas empresariais.
    • Design do planejamento estratégico. Um design rigoroso do planejamento estratégico traduz eficientemente a estratégia em planos que podem e serão executados. Planos deficientes resultam em execução ruim.
    • Missão: Propósito da organização. 
    • Visão: Estado futuro desejado. 
    • Meta: Objetivo. 
    • Objetivo: Como alcançar metas. 
    • Plano de ação: o que é necessário para alcançar objetivos. 
    • Medidas e métricas: acompanhamento de progresso em relação às metas. 

    “Sistemas” de planejamento estratégico são as ferramentas usadas para documentar planos estratégicos. O Gartner incentiva as organizações a não se concentrarem na estratégia com relação ao documento que estão criando, mas se concentrarem em transformar a estratégia em um plano de ação facilmente comunicado.

    O plano de ação estratégico é um documento formal que atua como a principal fonte de informação sobre como objetivos serão executados, monitorados, controlados e encerrados. Muitas organizações também implementam um “plano de ação” associado, mas separado, para alcançar o modelo operacional. 

    Medidas são resultados observáveis que permitem às organizações avaliar a eficácia de seus planos de ação. Métricas quantificam essas mudanças observadas para permitir que uma organização quantifique de forma concreta seu progresso e mantenha-se alinhada às medidas escolhidas.

    Trabalhe conosco

    Saiba como você pode trabalhar
    individualmente com o Gartner para alcançar suas metas.