Os trabalhadores digitais dizem que a flexibilidade é a chave para a produtividade

09 de junho de 2021

Elaborado por: Laurence Goasduff

Os líderes de ambiente de trabalho digital devem estabelecer novas diretrizes sobre como os funcionários podem trabalhar efetivamente em um local de trabalho híbrido.

A pandemia deu a muitos funcionários maior flexibilidade sobre onde, quando e como trabalhar. Uma pesquisa do Gartner com mais de 10.000 trabalhadores digitais dos EUA, Europa e APAC mostra que os trabalhadores desse segmento provavelmente sentirão que a flexibilidade é fundamental para sua produtividade. Agora, cabe aos líderes de ambiente de trabalho digital estabelecer novas diretrizes para permitir que os funcionários trabalhem de forma eficaz em um local de trabalho híbrido.

Webinar relacionado: Discussão do painel: Reformule agora o futuro do trabalho para se adequar à sua organização

Em 2021, os trabalhadores digitais cujos empregos dependem muito de tecnologias digitais estão empregando com mais frequência uma variedade de programas de software e dispositivos ao trabalhar remotamente.

Muitos funcionários provaram durante a pandemia que trabalhar em espaços de trabalho controlados pelo empregador não é importante para sua produtividade ou envolvimento. Muitos dizem serem poucos os motivos para voltar à antiga forma de trabalhar. 

O horário de trabalho flexível é um fator-chave para a produtividade

De acordo com a Digital Worker Experience Survey do Gartner de 2021, 43% dos entrevistados disseram que a flexibilidade no horário de trabalho os ajudou a obter maior produtividade, e 30% disseram que gastar menos ou nenhum tempo com o deslocamento os permitiu ser mais produtivos. 

Razões pelas quais os entrevistados relatam que sua produtividade aumentou com o trabalho remoto.

No entanto, 26% dos entrevistados disseram que sua produtividade diminuiu. Eles relataram que problemas de conectividade e mudanças de tecnologia estavam entre os principais motivos para a queda de produtividade.

Os trabalhadores procuram locais e horários de trabalho flexíveis

Como 2020 proporcionou aos trabalhadores maior flexibilidade de tempo e de escolha de locais de trabalho, agora eles desejam estender esses benefícios para 2021 e depois.

59% dos trabalhadores que participaram da pesquisa ​​indicaram que estavam mais de acordo com a afirmação “Eu só consideraria um novo cargo ou emprego que me permitisse trabalhar em um local de minha escolha” do que com uma afirmação que dizia que o local não importaria. Da mesma forma, 64% eram mais propensos a considerar um cargo que permitisse horários flexíveis do que outro que não permitisse.

 

 

Até 2021, os trabalhadores remotos devem representar 32% dos funcionários em todo o mundo, totalizando 628 milhões.

Conforme o trabalho remoto deixa de ser um privilégio e passa a ser uma necessidade, os empregadores procuram atingir um equilíbrio entre as flexibilidades de local, horário e tecnologia a serem adotadas pelos trabalhadores. Esses líderes devem possibilitar o acesso dos funcionários a serviços de rede de alta qualidade e recursos de computação eficazes em seu hardware e na nuvem. 

Explore o conteúdo detalhado para manter-se informado e atualizado

Impulsione um desempenho mais forte em suas prioridades de missão-crítica.